terça-feira, maio 22, 2007

ÁRVORES E DÓLARES

Meu trabalho
cansa
e
cresce
aos poucos com o adubo de todos os dias.

Pessoas famintas
por saberes de nada
discípulos do vazio

Buscam lírios
e dólares,
flores embebidas
em prazeres
Imagens de fácil feitura e de doce alívio aos olhos!

170 000 000 e tantos mais em ação da
arte de fazer a arte da arte da arte e mais arte e dá-lhe arte
e que
arte ! e mais arte e
tome mais uma arte e
vá vender e vender e comprar a arte
vendido! vendido !
Vendido!
Enquanto paga-se os 30 dinheiros,
a árvore cresce sem parar

da série "Cabeças"
Estudo em óleo sobre papel
Alexandre G.Vilas Boas

Um comentário:

serjão disse...

a arte faz parte da arte de Marte;
enquanto isso nós parte da arte
sofremos de nossa parte

abraços amigo